] Jornal Correio Popular
Ji-Paraná(RO), 25/05/2022 - 11:56
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


GADO
Alero aguarda projeto para redução de ICMS

Data da notícia: 2022-05-09 18:06:51
Foto: Assessoria/Divulgação
O deputado Adelino Follador pediu agilidade ao governo no reenvio do PL que trata da redução do ICMS sobre a venda de gado

O projeto lei que trata da redução da alíquota do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), nas operações interestaduais de comércio de gado (boi, vaca e bezerro), está parado nas secretarias de Finanças (Sefin) e Planejamento (Sepog), sem uma versão definitiva, enquanto a pecuária rondoniense amarga dificuldades.

A afirmação é do deputado estadual Adelino Follador (União Brasil), que espera o retorno do PL à Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) que seja votado o mais breve possível. Ele pediu agilidade ao governo estadual na correção de falhas do projeto.

Segundo o deputado, as propriedades do estado estão lotadas, com milhares de cabeças de gado prontas para a venda, enquanto as pastagens vão diminuindo com o avanço do período de estiagem. Adelino Follador afirmou que o fato que preocupa os produtores que dependem da decisão do governo para poder negociar os animais.

Entretanto, Sefin e Sepog, órgãos encarregados do planejamento e execução de corrigir possíveis falhas do projeto e encaminhá-lo à Alero, ainda não decidiram ou não se manifestaram sobre a medida, mesmo com a determinação expressa do governador Marcos Rocha (União Brasil).

Ao cobrar agilidade dos órgãos estaduais, Adelino Follador alegou que, embora a iniciativa tenha partido do próprio governo de Rondônia, outros estados, como Acre, se adiantaram e já estão com a medida em vigência para garantir sobrevida aos produtores. “Fizeram o projeto com falhas e, por isso, retornou à origem, mas agora estamos esperando o reenvio para análise e votação”, garantiu o deputado.

“A situação nas fazendas em todo estado piora a cada dia”, acrescentou Follador. O deputado sustenta que os produtores estão cobrando providências e que os prejuízos já estão batendo nas portas dos criadores com emagrecimento dos animais.

O parlamentar voltou a pedir mais ação do governo para o projeto que criou uma boa expectativa no setor produtivo rural e que espera com ansiedade a medida de redução do ICMS, para que, neste momento, seja a redenção da pecuária local, que mesmo antes da pandemia, vinha sendo penalizado pela concorrência de estados como Mato Grosso e São Paulo, que há anos adotam uma política de preços melhor para o setor, diferentemente da que é aplicada em Rondônia.


Fonte: Alero


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.