] Jornal Correio Popular
Ji-Paraná(RO), 25/05/2022 - 11:49
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


e-BOOK
Jornalistas ji-paranaenses lançam “Caras de Ji-Paraná”

Data da notícia: 2022-04-05 18:39:46
Foto: Assessoria/Divulgação
A obra dos jornalistas Marcos Lock e Maurino Nobre foi viabilizada pela Lei Aldir Blanc, com coordenação da FCJP

Os jornalistas ji-paranaenses Marcos Lock e Maurino Nobre do Nascimento, lançaram, domingo (27), em live o livro Caras de Ji-Paraná. Trata-se de uma obra no formato e-book que conta um pouco da história do município, por meio de fotografias. Foram retratadas pessoas, principalmente anônimas, que de alguma maneira contribuíram com o desenvolvimento da cidade.

O livro foi viabilizado pela Lei Aldir Blanc, sob a coordenação da Fundação Cultural de Ji-Paraná (FCJP).

Maurino Nobre, que já militou no jornalismo ji-paranaense, e atualmente exerce o cargo concursado de orientador educacional na escola municipal Professor Celso Augusto Rocco, ressaltou que participou do projeto apenas em caráter cooperativo, sem interesse financeiro.

“Aceitamos o convite do amigo jornalista Marcos Lock para participar deste projeto, por acreditar no valor histórico-cultural do autor, dando visibilidade a alguns dos moradores, que de outro modo continuariam ‘invisíveis’, apesar da contribuição que deram ao progresso da cidade”, pontuou o jornalista.

Nobre também explicou que fez parte dos retratados, por insistência do idealizador da obra, Marcos Lock. “A princípio recusei por entender que poderia parecer um ato cabotino, uma vez que estou na condição de coautor do livro, mas ele me convenceu pelo fato de eu ser o único nascido nesta terra rondoniense à época em que ainda era território federal”, esclareceu. E acrescentou que mesmo não sendo natural de Ji-Paraná, já vive aqui com a família por cerca de 30 anos. “Sou natural de Costa Marques, me criei em Guajará Mirim, mas fui adotado por Ji-Paraná, que amo de verdade”, revelou.

O jornalista e orientador educacional espera que o livro seja bem recebido pela comunidade ji-paranaense, mesmo com as lacunas naturais a uma obra deste porte, pequeno, e produzida de certo modo aligeirado. “Num projeto assim, com prazos a serem cumpridos, acaba-se deixando de fora até por questões logísticas, talvez alguns personagens chaves”, reconheceu. Mas lembrou que uma segunda edição do livro poderá ser viabilizada, na qual os representantes dos segmentos que gostaria de ter incluído, se farão presentes.

O rondoniense, guaporeano, tem como paixão também a literatura, sendo escritor e poeta, tendo publicado em 2007 o livro de poesia Musa Errante, pelo do projeto Colares de Letras, a Literatura Ji-paranaense. Faz parte das Antologias Poéticas: “A Ponte”, estado de São Paulo e “1001 Poetas” pela Casa Brasileira do Livro, Rio Grande do Sul, que será lançada em breve.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.