FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Sexta-feira, 20 / 09 / 2019
JI-PARANÁ
Semeia intensifica visitas de combate às queimadas

Data da notícia: 2019-08-02 18:08:40
Foto: Assessoria/Divulgação
Ação foi realizada com os moradores do bairro Capelasso, no 2° distrito, com a distribuição de panfletos informativos

Com o objetivo de fiscalizar e orientar a população sobre queimadas, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) está intensificando as visitas de casa em casa, em bairros onde houve as maiores incidências de fogo ano passado.
Nesta semana, o bairro Capelasso recebeu a equipe formada por representantes da Semeia, Bombeiros Civis, Conselho de Meio Ambiente (CMA), alunos da escola de futebol do bairro e moradores. O grupo orientou sobre a importância de não atear fogo em quintais ou terrenos baldios.
Foram distribuídos panfletos com informações a respeito dos prejuízos ambientais e para a saúde. Nos locais em que foram verificados focos de queimadas e terrenos em situação de risco, o proprietário foi notificado para providenciar a limpeza.
“Nós estamos sendo bem recebidos pela população. Muitos aproveitam para denunciar o vizinho. Nós precisamos da colaboração dos moradores. Não adianta investirmos em campanhas e ações de combate se não tiver o apoio da população. Denunciem e nos ajudem a conscientizar as pessoas”, ressaltou a titular da Semusa, Kátia Casula.
O Capelasso foi o segundo bairro que a Semeia realizou a visita. Os moradores do bairro Primavera já foram orientados sobre a importância de prevenir o fogo.
O começo da área rural e os bairros Primavera, Duque de Caixas, Jorge Teixeira, Capelasso, Colina Parque e São Pedro são os locais com mais registros de queimadas. Os horários mais comuns são das 13h às 19h, principalmente nos fins de semana.
“Nossa intenção é que a informação chegue a todos. Se a população colaborar, não precisaremos agir de maneira punitiva. Todos sabem dos malefícios que as queimadas causam para as pessoas. Para aqueles que insistem em desrespeitar a lei, será necessário a autuação dos infratores. Temos que evitar as queimadas através de ações preventivas sim, mas sabemos que esse tipo de crime deve ser combatido com multas que podem ir além de R$ 5 mil”, alertou a secretária.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
     




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.