FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Boa madrugada! Terça-feira, 13 / 11 / 2018
SAÚDE DA MULHER
Ji-Paraná recebe premiação de R$ 150 mil

Data da notícia: 2018-11-08 19:37:08
Foto: Assessoria/Divulgação
Recurso será destinado para investimentos em projetos ligados a área reprodutiva da mulher
O município de Ji-Paraná irá receber uma premiação de incentivo de R$ 150 mil. O recurso será destinado para investimentos em projetos ligados à área da saúde reprodutiva da mulher.
Ji-Paraná conquistou o segundo lugar entre os municípios brasileiros, com até 500 mil habitantes, no edital de Chamamento Público da Agenda Mais Acesso, Cuidado, Informação e Respeito à Saúde das Mulheres do governo federal.
O resultado do edital foi divulgado pelo Ministério da Saúde e mostra que no estado de Rondônia, Ji-Paraná foi o único município contemplado.
Segundo o prefeito de Ji-Paraná, Marcito Pinto (PDT), a boa notícia mostra que a saúde do município está no caminho certo.
“Sabemos que temos muito que avançar, mas receber esse recurso do governo federal prova que o que temos feito é um diferencial na saúde pública brasileira. De todos os indicadores avaliados, Ji-Paraná foi o segundo município melhor avaliado. Nós perdemos somente para Araçatuba, em São Paulo”, salientou o prefeito.
O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Renato Fuverki, explicou que a avaliação do Ministério da Saúde demonstrou que o município está cuidando da saúde reprodutiva da mulher da maneira adequada.
“Temos investido na saúde preventiva para oferecer um serviço de qualidade desde o período fértil até o encerramento como, por exemplo, a laqueadura ou retirada do útero. Oferecemos os exames preventivos, acompanhamento pré-natal, e ainda temos baixo índice de mortalidade infantil e de gestante. Sabemos que precisamos avançar, mas estamos no caminho correto”, destacou.

Mais Acesso
O edital da Agenda Mais Acesso tem o objetivo de selecionar propostas que visem ampliar e fortalecer a atenção à saúde reprodutiva das mulheres, em todos os ciclos de vida, com ou sem deficiência e a inclusão de ações estratégicas que envolvam os homens na sua trajetória reprodutiva e sexual visando à promoção de saúde e redução de agravos.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
     




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.