FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Boa tarde! Terça-feira, 24 / 04 / 2018
SAÚDE
Requerimento de Marcelo Lemos pede que médicos digitem receitas

Data da notícia: 2018-03-23 10:03:24
Foto: Assessoria/Divulgação
Para o vereador, os problemas com as receitas manuscritas são frequentes
O vereador Marcelo Lemos (PSD) propôs, em requerimento aprovado pela Câmara Municipal de Ji-Paraná, na sessão de terça-feira (20), que médicos da rede municipal de saúde passem a digitar e imprimir as receitas prescritas, com a finalidade de torná-las legíveis para pacientes e farmacêuticos.
De acordo com Marcelo Lemos, os problemas com as receitas manuscritas são frequentes e podem causar prejuízos a pacientes pela má interpretação do farmacêutico. “Entender a letra de um médico é uma das queixas diárias das pessoas que utilizam o sistema público de saúde”, frisou.
As prescrições ilegíveis podem resultar na troca de medicamentos ou no seu uso indevido que, em alguns casos, pode ser fatal para o paciente. Em casos de emergência, a orientação do requerimento do vereador, é que as receitas possam ser prescritas com letra de forma.
Marcelo Lemos também é autor do projeto que implantou um sistema de funcionamento de plantão noturno nas farmácias do município de Ji-Paraná em outubro de 2017. A medida foi necessária em função de os estabelecimentos não atenderem no período da noite.
Pela determinação da Divisão de Vigilância Sanitária, ficou estabelecido que os empresários do setor que participarem da escala de plantões terão o benefício de abrir a farmácia em horário especial das 7 às 22 horas. A farmácia que não aderiu ao sistema teve o funcionamento restrito ao horário comercial, das 8h às 18h.
“Propusemos os plantões nas farmácias e agora estamos pedindo que a Secretaria Municipal da Saúde e oriente os médicos do Hospital Municipal [Claudionor Roriz] e unidades básicas de saúde que façam a digitação e impressão das receitas para dar mais segurança aos pacientes”, admitiu Marcelo Lemos.


Fonte: Assessoria



www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.