FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Boa tarde! Terça-feira, 24 / 04 / 2018
OPERAÇÃO SUPERBIA
PF combate tráfico de drogas em Rondônia

Data da notícia: 2018-03-16 10:51:23
Foto: Divulgação
Durante as investigações, a PF identificou três grupos criminosos especializados no tráfico de drogas
A Polícia Federal (PF) deflagrou ontem, quinta-feira (15), a Operação “Superbia”, para combater o tráfico de drogas em Rondônia. Ao todo, estão sendo cumpridos 22 mandados judiciais, sendo 11 de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Estadual em Guajará-Mirim. Em Rondônia, a PF cumpre mandados nas cidades de Guajará-Mirim, Porto Velho e Ouro Preto do Oeste.
Nas investigações relacionadas à Operação “Superbia”, a Polícia Federal identificou três grupos criminosos especializados no tráfico “doméstico” de drogas com base na região de Guajará-Mirim e ramificações no estado de Rondônia e em outras regiões do país.
Os líderes e articuladores dos grupos criminosos negociavam a cocaína com compradores do interior de Rondônia e, em seguida, recrutavam transportadores e colaboradores para operacionalizar o envio da substância ilícita para os destinos finais.
Ao longo das investigações, foi apurado que os investigados utilizavam dois “modus operandi” para o transporte de entorpecentes, por vezes escondidas em compartimentos de veículos adulterados, outras em fundos falsos de malas de viagem.
No período de investigação, os integrantes dos grupos criminosos movimentaram quantias significativas em contas bancárias próprias e de “laranjas”, com o fim de ocultar e dissimular a origem e destino dos valores obtidos com o tráfico de drogas. Além disso, adquiriam veículos de luxo e ostentavam o patrimônio ilícito na cidade.
A ostentação dos líderes dos grupos em Guajará-Mirim e a certeza da impunidade perante a ação das forças de segurança, deram origem ao nome da Operação Superbia, que no latim significa soberba, característica predominante nos investigados.
Os presos, após serem ouvidos nas delegacias da Polícia Federal em Rondônia, foram encaminhados para presídios estaduais e responderão, perante a Justiça Estadual, pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.


Fonte: Rondoniaovivo



www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.